estratégia da semana: o SX do Santander

04.09.20 | rpt.estratégia

A estratégia do Santander Brasil para lançamento do seu novo produto, o SX, fez o nome de Ana Paula Arósio figurar nos trends. Mas entre o ressurgimento da atriz e a promessa de instantaneidade em transferências bancárias está ele: o PIX.

Ainda que a proposta do PIX tenha sido lançada pelo Banco Central do Brasil em fevereiro deste ano, o início de sua operação está programado para novembro. O mercado está atento, como pode-se perceber, e há motivos para isso:

Se para o usuário final, um dos benefícios está em não depender de intermediários para concluir transações 24/7, para o mercado, a arquitetura da tecnologia formatada em ambiente aberto "possibilita a inovação e o surgimento de novos modelos de negócio”, de acordo com o BC.

Segundo a FEBRABAN, a tecnologia chama a atenção dos investidores, especialmente com aporte às fintechs, que atraíram US\$ 55 milhões no primeiro bimestre deste ano (2x mais que o mesmo período em 2019).

Mais do que repaginar produtos tradicionais, o desafio para o setor é criar serviços financeiros que transformem a realidade social e operem na oportunidade de #inclusão #social. E se, de certa forma, o PIX tirou a invisibilidade de Ana Paula Arósio, a aposta é que ele ajude a fazer o mesmo por 60 milhões de brasileiros, ainda desbancarizados.

posts mais recentes